Atendimento:  (21) 2236-4422   /   (21) 2547-3079

ODONTOLOGIA PARA BEBÊS

Home   /   FAQ   /  Odontologia para Bebês

É o atendimento odontológico realizado em bebês a partir de seu nascimento, com a finalidade de manter a saúde bucal, dentro de uma filosofia de tratamento educativo preventivo.
 
Porque, aos 36 meses, mais de 50% (cinqüenta por cento) das crianças já apresentam a doença. Começar o atendimento em idade escolar será tarde demais.

O tratamento educativo preventivo tem menor custo, pois o tempo despendido no atendimento é bem menor. Além do mais, ao chegar a idade escolar, haverá menor necessidade de atividades curativas que são mais caras.

Embora sua saliva possa estar mais ácida durante a gravidez, o verdadeiro problema está na alimentação rica em açúcar e na higiene bucal incorreta ou descuidada, que não remove corretamente a placa bacteriana.

O trabalho de odontologia para bebês começou na Universidade Estadual de Londrina (PR), em 1983, com a instalação da primeira Bebê Clínica do Brasil.

No ano de 1987, o município de Cambé (PR), foi o primeiro a implantar o atendimento odontológico a bebês na rede de saúde pública.

Em 1987, a Companhia Siderúrgica Nacional de Volta Redonda (RJ), foi a primeira a prestar o serviço externamente.

Outros locais: Araçatuba (SP), Diadema (SP), Santos (SP), Rolândia (PR), Londrina (PR), Goiânia (GO), São Vicente (SP), Universidade Federal do Rio Grande do Sul (RS), USP, Universidade Federal de Caxias (RJ), e em consultórios particulares de odontopediatras em todo país, com visão preventiva.

Os resultados de trabalhos na Universidade Estadual de Londrina mostram que as crianças que iniciaram o programa com idade até 12 meses, obtiveram índice de prevenção de 96%, enquanto que aquelas que iniciaram o programa após 12 meses de idade, apresentaram um índice de 91%; o que é uma diferença, estatisticamente, significativa.

Estes resultados comprovam a eficácia de um programa simples, mas de enfoque totalmente inovador em odontologia.

Montar uma Bebê Clínica não exige investimentos especiais, a não ser a capacitação de recursos humanos (dentistas, técnicos e pessoal auxiliar).

A maior dificuldade é romper a tradição do atendimento odontológico apenas ao tratamento da doença e não às suas causas, à sua origem.

A odontologia para bebês mostra resultados altamente significativos na prevenção da doença cárie, como também vem desenvolvendo métodos e técnicas de tratamentos em crianças de pequena idade.

Mas a sua principal contribuição é no sentido de mostrar que manter a saúde bucal é um direito de cidadania, que a população entenda isso, e que é possível fazê-lo.

  1. Higiene da boca é saúde;
  2. Quanto antes você cuidar dos dentes do seu bebê, menos cárie ele terá;
  3. Dente limpo não dá cárie;
  4. O hábito da limpeza da boca de seu filho deve começar enquanto ele é bebê;
  5. Limpe a boca de seu bebê após tomar "xarope" (remédio líquido);
  6. Evite contaminação, não ponha a colher e chupeta do bebê na sua boca;
  7. Evite assoprar a comida do bebê para evitar contaminação;
  8. Chupeta no chão lave-a com água e sabão;
  9. Dormir sem limpar a boca, estraga os dentes;
  10. Menos doce - menos cárie;
  11. Doces e refrigerantes viciam. Não vicie o seu bebê;
  12. Não dê ao bebê doces e refrigerantes entre as refeições.
Rolar para cima